Total de visualizações de página

23 de ago de 2011

O CAMINHO DA LUZ - NEM SEMPRE VENCEMOS DE IMEDIATO TODOS OS EMBATES!



Na noite de 15 Para 16 de Outubro de 1996, Eu Estava Cansado e fui deitar. Ainda não tinha dormido e vi a minha Filha na Sacada de meu Sobradinho Olhando Para A Rua. Senti Que Ela Estava Em Perigo Ali, E Corri para Socorre-la.

Chegando na Sacada, olhei para baixo e vi Um Ser Magro e Alto, Com Uma Roupa de Padre Antiga, de Cor Marrom, Já Dentro de Meu Pátio. Então Fiz O Sinal da Cruz Com Meus Dedos Indicadores Para Aquele Ser.

Ele Falou: Nós Sempre Fomos Amigos E Sempre Brigamos. Ao Mesmo Tempo Ele Subia Flutuando Até A Sacada Onde Eu Estava Em Astral.

A Medida Que O Ser Subia Flutuando e Se Aproximava de Mim, Sua Roupa Mudava Para A Cor Preta. O Seu Rosto Se Desfigurava, Se Tornando Um Ser Medonho e Entoava Um Mantra Que Me Paralisava.

Eu Tentava Me Movimentar E Não Conseguia, Eu Lembrava Que Já Havia Saindo de Uma Situação Como Essa, Rezando O Pai Nosso, Mas Não Havia Maneira de Me Lembrar Como Iniciar Essa Oração. Então Pedi Ajuda A CONSCIÊNCIA DE LUZ... E Acordei, Voltei ao Normal Suando Muito.

Recapitulei O Que Aconteceu E Vi Claramente O Rosto Do Dono do Bendito Sitio, Com Quem Eu Estava Em Demanda Através das Energias - Luz E Trevas.

Dessa Vez Eu Perdi, Mas Era Apenas Uma Incursão da Escuridão Para Cima de Mim, Uma Batalha, O Que Mais Nos Interessava Era Vencer A Guerra e Vencemos Depois De Muitas Outras Batalhas.

Muita Luz...
Ivaldo(Esotérico)